Solidariedade com quem perdeu pessoas próximas e bens devido às chuvas

25 de Janeiro de 2022

Duas MPs abrem crédito para recuperação de estradas e compra, também, de cestas básicas, lembra Elmar

Após percorrer municípios da Bahia para conversar com lideranças locais sobre a situação da população atingida pelas enchentes que castigam o Estado desde dezembro, o deputado Elmar Nascimento (BA) destaca a importância da análise, pela Câmara, de medidas para garantir a liberação de recursos para reconstrução das cidades baianas e trazer conforto às pessoas.

“Ao mesmo tempo em que me solidarizo com quem perdeu parentes ou amigos, bens materiais e suas lavouras, tenho corrido atrás de recursos que garantam a retomada da normalidade para a vida dos baianos o mais breve possível”, afirmou.

Neste sentido, prioridade para a análise de medidas para garantir recursos para duas frentes: recuperação de rodovias destruídas e assistência por meio do fornecimento de água potável, cestas básicas, material de higiene e limpeza, entre outros. “O ir e vir é importante e a reconstrução das estradas precisa ocorrer o mais rápido possível, assim como é essencial garantir as condições mínimas de sobrevivência para as pessoas”, disse.

A Medida Provisória 1096/22 permite a alocação de R$ 550 milhões, principalmente na Bahia e em Minas Gerais. Parte da verba também será destinada para apoio aos estados da região Sul, afetados com forte estiagem. Recursos irão para atender a despesas relacionadas a socorro, assistência às vítimas, fornecimento de água potável, cestas básicas, material de higiene e limpeza, combustível, além de dormitórios e colchões para os desabrigados. O dinheiro também deve ser empregado em apoio aéreo no resgate à população atingida, transporte de medicamentos, entre outras ações.

Já a MP 1097/22 abre crédito extraordinário no valor de R$ 418 milhões em favor do Ministério da Infraestrutura, a fim de viabilizar a reconstrução de rodovias destruídas pelas chuvas em 14 estados: Acre, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, Rondônia, São Paulo e Tocantins.