Medida aprovada pela Câmara abre caminho para ampliação dos programas sociais

16 de Agosto de 2021

Olhar para famílias sem dinheiro para a feira a partir da Nova Eletrobras, afirma Elmar Nascimento

Tendo no radar a urgência das demandas das famílias mais carentes, situação agravada em função da pandemia que castiga o país desde 2020, o deputado Elmar Nascimento (BA) defende a análise da Medida Provisória (MP) 1.061/21, que institui o programa Auxílio Brasil e Alimenta Brasil, em substituição do Bolsa Família.

Elmar Nascimento lembra que a meta é ampliar o valor do benefício, hoje de cerca de R$ 190 por mês, além do número de beneficiados, dos atuais 14,6 milhões de famílias para 16 milhões.

Dinheiro para isso, ressalta o parlamentar, virá, em parte, das privatizações. “A ampliação do Bolsa Família vai ser possível a partir de recursos oriundos de privatização e de venda de ativos, caminhos que priorizei com Eletrobras. Além de atrair investimentos para São Francisco, satisfação saber que abri caminho para garantir programa social”, afirma.

O Auxílio Brasil, que entra em vigor em 90 dias, prevê nove tipos de ações de transferência de renda por meio de benefícios financeiros a famílias em situação de extrema pobreza e de pobreza.