Revitalização das bacias hidrográficas no radar para desenvolvimento do semiárido

31 de Março de 2021

Manutenção da soberania nacional e atração de investimento também são prioritários, diz Elmar

Debruçado sobre o tema da Eletrobras, o deputado Elmar Nascimento (BA) tem reforçado sua convicção na defesa da necessidade de ampliação dos recursos para benfeitorias de bacias hidrográficas, ponto crucial para sobrevivência e desenvolvimento de municípios do semiárido.
Os caminhos para revitalização dos rios é um dos temas para os quais Elmar Nascimento tem voltado sua atenção no debate da MP 1.031. “Manter a soberania nacional e buscar um modelo para atrair investimentos são arroz e feijão do debate”, lembra. “Mas há pontos específicos para os quais também estou atento”, completa o relator.
A revitalização dos rios, dos quais muitos tiram “seu sustento nos rincões Brasil à fora, é um deles”, segundo ele. “Estamos falando de dragagem, recomposição de matas ciliares, do saneamento de todos os municípios, que, no caso do rio São Francisco, são mais de mil”, diz.
Neste caso específico, a proposta do governo é de destinar R$ 350 milhões anuais para a revitalização. “Sou da região, não vou errar e reduzir o valor, sob pena de cometer um pecado capital. A única coisa que, se eu puder fazer e construir com a maioria dos deputados e senadores, é aumentar este valor; diminuir nunca”, finaliza.