O impedimento da presidente é a pena pelo crime cometido por Dilma Rousseff, afirma o líder Pauderney Avelino

17 de Abril de 2016

As consequências da má gestão do governo Dilma são a crise econômica, com a queda do PIB em 3,8%, em 2015, insegurança, desemprego e inflação, e cita o estado de origem como exemplo. “O meu estado do Amazonas sofre muito com esta recessão que chega a depressão. A produção industrial do Brasil cresceu 14%, no último ano, e no Amazonas já chega a quase 30% a queda da produção industrial nos últimos 12 meses”.

DSC_3439
O desrespeito à lei de responsabilidade fiscal, à lei orçamentária e o desgoverno são o motivos que estão levando a presidente Dilma Rousseff (PT) ao impeachment, segundo o líder do Democratas na Câmara, Pauderney Avelino (AM). “Os preceitos constitucionais preliminares estão atendidos no relatório do relator Jovair Arantes, ferindo a lei de responsabilidade fiscal, feriu o orçamento federal e a pena é o crime de responsabilidade previsto na Constituição com o impedimento da presidente”, afirmou
Segundo o líder, as consequências da má gestão do governo Dilma são a crise econômica, com a queda do PIB em 3,8%, em 2015, insegurança, desemprego e inflação, e cita o estado de origem como exemplo. “O meu estado do Amazonas sofre muito com esta recessão que chega a depressão. A produção industrial do Brasil cresceu 14%, no último ano, e no Amazonas já chega a quase 30% a queda da produção industrial nos últimos 12 meses”.
Pauderney considerou fundamental o papel da imprensa, das redes sociais e das manifestações neste processo, que mostrou a indignação com governo federal. “A nossa sociedade brasileira, que indignada, diz basta! Esse governo não basta mais, só quer se perpetuar no poder”, concluiu Pauderney.