Líder Efraim Filho comemora construção do campus do IFPB de Santa Luzia: “educação de qualidade”

14 de Novembro de 2017

“Em momentos como este, a grande virtude foi não levar esta conquista para a área política. A disputa política deve ficar para as eleições. Devemos estar unidos por uma única bandeira: a da Paraíba. Nós temos lutado por uma educação de mais qualidade para os paraibanos”

efraim ifpb1
Em cerimônia para lançamento do edital de licitação para construção do campus do Instituto Federal da Paraíba (IFPB) de Santa Luzia, no Sertão Paraibano, o deputado Efraim Filho (PB), líder do Democratas na Câmara, ressaltou a importância do polo educacional para a população. Ele lembrou que o único campus do IFPB aprovado em 2017 foi o de Santa Luzia.
Comemorou, também, o investimento de R$ 15 milhões em outros campi da Paraíba. Em Itaporanga, serão R$ 3 milhões; em Santa Rita, R$ 1,5 milhão; em Esperança, mais R$ 1,5 milhão; em Catolé do Rocha, R$ 2,5 milhões; em Itabaiana, R$ 2,5 milhões; e em Santa Luzia, mais R$ 4 milhões.
“Em momentos como este, a grande virtude foi não levar esta conquista para a área política. A disputa política deve ficar para as eleições. Devemos estar unidos por uma única bandeira: a da Paraíba. Nós temos lutado por uma educação de mais qualidade para os paraibanos”, afirmou o deputado.
A cerimônia para anúncio da licitação contou com a participação do reitor Nicácio Lopes, do IFPB.    Ao discursar, Efraim Filho ressaltou, ainda, o trabalho dos servidores do Instituto Federal. “São pessoas que compartilharam conosco este sonho, esta conquista. O IFPB Santa Luzia é essencial para o desenvolvimento da região e será imprescindível para mudar para melhor a história de vida da nova geração da nossa região”, disse.
“Eu quero garantir aos municípios do Vale do Sabugi que o esforço e a dedicação dos servidores do IFPB estarão voltados para a implantação da nova unidade e que o IFPB escreverá muitas boas histórias para a população de toda a região”, disse o reitor. Ele afirmou que, após a autorização do Ministério da Educação, o próximo passo após a publicação do edital é a assinatura da ordem de serviço para o início das obras.