Líder cita MP com liberação de recursos para compra de vacinas contra Covid-19

08 de Janeiro de 2021

Câmara vai debater liberação de R$ 20 bi para imunizantes, seringas, agulhas e ações de comunicação

Para o líder do Democratas na Câmara, deputado Efraim Filho (PB), uma das prioridades para a Câmara é a avaliação, o debate e a votação da Medida Provisória (MP) 1015. O texto abre crédito extraordinário de R$ 20 bilhões, em favor do Ministério da Saúde, para a compra de vacinas e para a imunização da população brasileira contra a covid-19.
Ainda que precise de aprovação do Congresso Nacional, como a medida provisória entra em vigor imediatamente, na prática, os recursos já estão disponíveis para a compra de vacinas, seringas, agulhas e para a logística e a comunicação necessários para a vacinação.
Segundo o governo, 49,6 milhões de pessoas serão vacinadas nas três primeiras etapas do plano. Entre os grupos priorizados estão:
• trabalhadores da área de Saúde;
• idosos (acima de 60 anos);
• indígenas;
• pessoas com comorbidades;
• professores (do nível básico ao superior);
• profissionais de forças de segurança e salvamento;
• funcionários do sistema prisional;
• comunidades tradicionais ribeirinhas;
• quilombolas;
• trabalhadores do transporte coletivo;
• pessoas em situação de rua; e
• população privada de liberdade.