Ponto de vista: Saúde pública no Brasil

23 de Abril de 2018

JORGE TADEU MUDALEN* 23 ABRIL 2018

O povo brasileiro já não suporta mais uma carga pesada de impostos e ver o que é obrigação constitucional do Estado deixado sempre em segundo plano. A saúde está em regime de calamidade pública.

A Saúde, como serviço e obrigação do Estado, é o ponto mais clamado pela população brasileira, e sendo esta a que mais dói. Dói literalmente no corpo e na alma daqueles que dependem do Sistema Único de Saúde.

Não precisa ir longe. Basta ligar a televisão em qualquer emissora e acompanhar o caos que se encontra a saúde pública em nosso País. Um verdadeiro terror. Doentes espalhados pelos corredores, familiares desesperados, pacientes que morrem à espera de atendimento devido às emergências lotadas, seja pela falta de estrutura física, falta de funcionários, médicos, enfermeiros, falta de medicamentos, ambulâncias etc.

Leitos são insuficientes para atenderem tantas demandas, além da falta de material de consumo básico necessário ao funcionamento dos hospitais. É por má gestão ou falta de mais investimentos? Esta é uma dura realidade que coloca em suspeição a eficiência e eficácia do Sistema Único de Saúde.

O Brasil é o segundo país no mundo em que o cidadão é obrigado a pagar mais impostos do que outros países desenvolvidos. O primeiro é a Suíça, mas lá a carga tributária dá retorno para o cidadão, tanto em saúde quanto em educação de qualidade e outros serviços públicos, o que propicia a ele não recorrer ao atendimento privado.

Temos um sistema de assistência e uma política de saúde pública inadequada à realidade social, cultural e econômica brasileira. O Brasil ainda não é um país de primeiro mundo, mas cada brasileiro merece uma saúde de primeira, digna de quem sofre e espera um excelente atendimento.

O Sistema Único de Saúde precisa urgentemente ser reformulado. A saúde pública está doente e o nosso povo está morrendo sem atendimento. Como parlamentar jamais deixarei de lutar por um sistema justo e de excelência para a saúde pública no Brasil.

*Jorge Tadeu Mudalen é deputado federal pelo DEM/SP