Energia solar

06 de Fevereiro de 2020

José Mário Schreiner – Deputado federal e presidente do Sistema Faeg Senar
Artigo originalmente publicado em O Popular – 25/01/2020

“Estudar, trabalhar, conservar, conectar só são permissíveis na existência de eletricidade disponível e de qualidade” O elemento de insumo para o desenvolvimento humano moderno é a energia elétrica. Estudar, trabalhar, conservar, conectar e ter acesso a um mundo de informações só são permissíveis na existência de eletricidade disponível e de qualidade. Mas, e quando todo o esforço de uma vida para tornar sua atividade produtiva, sustentável e rentável se defronta na morte de milhares de aves por estresse térmico ou na perda do leite por falta de refrigeração? Além de lamentável, insustentável e revoltante, chega a ser desesperador! Dá para acreditar que, ao se analisar todas as unidades consumidoras do Centro-Oeste e calcular em quantas o número de horas sem energia excedeu o limite máximo permitido pela Aneel, mais de 60% dos consumidores de energia foram afetados? É a região mais prejudicada do Brasil, segundo do IDEC!

Nesse contexto a energia solar merece destaque. Enquanto em 2016 o Brasil produzia cerca de 91 MW em energia fotovoltaica (0,05% da matriz elétrica brasileira), atualmente já ultrapassamos 3,3 GW, nos aproximando de 1% do que é produzido no País. Em 2040, segundo projeção da BNEF, a energia fotovoltaica terá 32% de participação na matriz nacional. É conversão da radiação solar em eletricidade sanando a incapacidade das atuais empresas do setor de fornecimento energético com qualidade. Graças à sua grande incidência solar, o Brasil – e especialmente Goiás – podem continuar a ascendência em geração de energia elétrica com fontes renováveis e sustentáveis, atendendo à crescente demanda da população, preservando o meio ambiente e sobrepondo às carências energéticas atuais. Nesse sentido o Senar Goiás acaba de implantar em seu portfólio o treinamento de Produção de Energia Solar, objetivando capacitar prossionais para montar sistemas fotovoltaicos e redes elétricas. E é por cada morador sem energia durante horas e cada produtor e trabalhador rural que cam dias sem abastecimento no campo que tratei o fornecimento de energia elétrica sustentável e de qualidade. Em tempos em que falta luz e energia no campo e na cidade, a solução pode ser a luz solar!