Relatório da CPMI da Petrobras não é satisfatório, diz Onyx

18 de Dezembro de 2014

O deputado federal Onyx Lorenzoni (Democratas-RS), membro da CPMI da Petrobras, criticou o relatório final aprovado pela comissão na manhã desta quinta-feira (18/11). O governo tentou esvaziar a sessão para que a CPMI ficasse inconclusa, mas após pressão dos oposicionistas e da imprensa a sessão foi aberta e o documento elaborado pelo relator Marco Maia … Continue lendo Relatório da CPMI da Petrobras não é satisfatório, diz Onyx

O deputado federal Onyx Lorenzoni (Democratas-RS), membro da CPMI da Petrobras, criticou o relatório final aprovado pela comissão na manhã desta quinta-feira (18/11). O governo tentou esvaziar a sessão para que a CPMI ficasse inconclusa, mas após pressão dos oposicionistas e da imprensa a sessão foi aberta e o documento elaborado pelo relator Marco Maia (PT-RS) acabou sendo votado.

CPMI da Petrobras: Governo não quer relatório nenhum, afirma Onyx

01 de Janeiro de 1970

O deputado federal Onyx Lorenzoni (Democratas-RS), membro da CPMI da Petrobras, lamentou a manobra do governo que derrubou a sessão para que não houvesse a aprovação do relatório final. Durante toda esta quarta-feira (17/12) os governistas tentaram obstruir o trabalho da Comissão chegando a interromper ilegalmente o andamento dos trabalhos. “O Governo não quer relatório … Continue lendo CPMI da Petrobras: Governo não quer relatório nenhum, afirma Onyx

O deputado federal Onyx Lorenzoni (Democratas-RS), membro da CPMI da Petrobras, lamentou a manobra do governo que derrubou a sessão para que não houvesse a aprovação do relatório final. Durante toda esta quarta-feira (17/12) os governistas tentaram obstruir o trabalho da Comissão chegando a interromper ilegalmente o andamento dos trabalhos. “O Governo não quer relatório nenhum, nem o do seu relator Marco Maia. Querem pegar tudo que produzimos com muita dedicação e colocar dentro de uma caixa, lacrar e enfiar dentro de um armário”, lamentou o democrata.

Governo mentiu para derrubar sessão e não votar relatório da CPMI da Petrobras

17 de Dezembro de 2014

O deputado federal Onyx Lorenzoni (Democratas-RS), membro da CPMI da Petrobras, denunciou a manobra da base governista para derrubar a sessão que votaria o relatório da comissão, na tarde desta quarta-feira (17/12). A sessão onde seria votado o relatório apresentado pelo relator Marco Maia (PT-RS) contou com a leitura de um relatório paralelo da Oposição, … Continue lendo Governo mentiu para derrubar sessão e não votar relatório da CPMI da Petrobras

O deputado federal Onyx Lorenzoni (Democratas-RS), membro da CPMI da Petrobras, denunciou a manobra da base governista para derrubar a sessão que votaria o relatório da comissão, na tarde desta quarta-feira (17/12).

A sessão onde seria votado o relatório apresentado pelo relator Marco Maia (PT-RS) contou com a leitura de um relatório paralelo da Oposição, onde é pedido o indiciamento de 59 envolvidos e o aprofundamento na investigação de mais 36 pessoas. Após a leitura, o presidente Gim Argello (PTB-DF) interrompeu a reunião sob a alegação de que no Senado estaria ocorrendo sessão ordinária, fato previsto no Regimento do Congresso. De acordo com ele, teria havido uma questão de ordem do senador Romero Jucá (PMDB-RR) requerendo o fim da CPMI.

Orçamento impositivo não pode ser moeda de troca com a saúde, diz Caiado

01 de Janeiro de 1970

O líder da Minoria no Congresso Nacional, Ronaldo Caiado (GO), defendeu em plenário nesta terça-feira (16/12) destaque a PEC do Orçamento Impositivo (PEC 358/2013) para excluir item que trata do financiamento da saúde. Segundo o parlamentar, o artigo inserido no Senado prejudica a saúde pública ao carimbar na Constituição limite de investimento inferior ao proposto … Continue lendo Orçamento impositivo não pode ser moeda de troca com a saúde, diz Caiado

O líder da Minoria no Congresso Nacional, Ronaldo Caiado (GO), defendeu em plenário nesta terça-feira (16/12) destaque a PEC do Orçamento Impositivo (PEC 358/2013) para excluir item que trata do financiamento da saúde. Segundo o parlamentar, o artigo inserido no Senado prejudica a saúde pública ao carimbar na Constituição limite de investimento inferior ao proposto no projeto Saúde + 10, de iniciativa popular que já foi votado na Comissão Especial e de Seguridade Social e Família. O texto da PEC representa uma perda de R$ 30 bilhões anuais para a saúde em relação ao projeto do Saúde +10. “O orçamento impositivo não pode ser moeda de troca com a vida. Quem aprovar o texto como fará parte do bloco da eutanásia”, argumentou Caiado.

Pauderney faz balanço da Comissão de Segurança Pública em 2014

16 de Dezembro de 2014

O presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, Pauderney Avelino (Democratas-AM), fez um balanço de seu mandato no ano legislativo de 2014 e comemorou o bom rendimento à frente do colegiado.

O presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, Pauderney Avelino (Democratas-AM), fez um balanço de seu mandato no ano legislativo de 2014 e comemorou o bom rendimento à frente do colegiado.